18/07/14

O DESPERTAR NO ESTUÁRIO

Quando o sol desponta, o"fervilhar"começa no estuário. É um sem número de diferentes espécies que iniciam as suas actividades diárias executando rotinas individuais e de conjunto, numa azafama quase milimétrica e respeitadora. É a natureza no seu estado natural e harmonioso, garantindo a sobrevivência das espécies, bem assim uma  maior biodiversidade e consequentemente uma melhor e mais equilibrada qualidade de vida.   .......

Nikon D300 S, Nikkor 500mm, F:4, VR.
Local: Estuário do Tejo.

4 comentários:

Armindo C. Alves disse...

ANA FREIRE, peço-lhe imensa desculpa, mas inadvertidamente cliquei em anular quando pretendia publicar o seu sempre bem vindo e esperado comentário.
Aprecio e agradeço a sua eloquente forma de escrever e a força que me transmitem os seus amáveis comentários.
As maiores desculpas.
Bom fim de semana.

Abraço.

Ana Freire disse...

Sem qualquer problema, Armindo!
Já não me recordando bem do que disse... mas só posso ter dito, que por aqui estará mais um post, simplesmente fabuloso... como já nos habituou...
E que por aqui, estarão mais duas imagens, absolutamente fascinantes e surpreendentes, feitas num contraluz fantástico, como só o Armindo, com a sua sensibilidade, nos conseguiria mostrar.
Igualmente, um óptimo fim de semana, e muito obrigada pela sua amabilidade de sempre.
Um abraço
Ana

Teca M. Jorge disse...

Além de beleza, aqui neste espaço tem muita delicadeza... e uma gentileza que poucos oferecem... poeta amado e um artista inato.

Feliz fim de semana.
Beijo e uma flor.

Isa disse...

Joli graphisme pour ces oiseaux en vol...