16/07/14

BICHO-PAU

Leptynia hispanica - Bicho-pau-

Quando era miúdo este foi um dos insectos que achava mais estranho e quase punha em causa a sua existência como um ser vivo . A nada se devia em especial, a não ser a sua forma tão esguia, onde me parecia não caber nem um pequenino coração. Anos mais tarde, muitos, lá estava um na mesma zona de antigamente, a provar-me que afinal a natureza é "sábia" e a espécie tem resistido, mesmo aos pesticidas.

Nikon D300 S
Local: Proença-a-Nova.

6 comentários:

✿ chica disse...

Eu ainda hoje acho tri estranho esse bicho. Incrível!! Linda foto! abraços,chica

Paula Barros disse...

Uma vez vi um, não lembro onde. Achei muito estranho, nunca tinha visto nem em foto. Achei que era um bicho doente, um gafanhoto sem cor e sem peso.

Teca M. Jorge disse...

Também sempre me impressionou a delicadeza deste inseto... que à primeira vista me pareceu um gravetinho mexendo...

Beijo.

Ana Freire disse...

Mais um post fabuloso e surpreendente, por aqui, Armindo!
Nunca vi nenhum espécime destes... de tão pequeno insecto... com uma vontade tremenda... de não ser encontrado...
Imagem absolutamente admirável, de se conseguir obter...
Parabéns pelo difícil achado, Armindo!
Um abraço
Ana

Sandra Cristina de Carvalho disse...


Curioso você ter tido o mesmo pensamento que eu, quando criança. Não conseguia compreender como um simples galhinho conseguia caminhar e se misturar aos galhos de árvores. Por que estes caminham enquanto os maiores são fincados na terra, eu me perguntava. Coisas de criança curiosa que se acha mais sábia que a Natureza.
Lindas, as suas fotos. E de muita sensibilidade. Amo essa arte. Pena não ter aprendido. Embora contemplar, isso, sim, eu sei fazer muito bem. Parabéns! Belo trabalho!

Isa disse...

Sublime, je pense que moi je ne l'aurai pas vu.