23/02/13

GLOBO TERRESTRE

Na ponte velha, a uma distância razoável, com a 500 mm, como se de uma macro se tratasse. Gostei da escolha da aranha, lembrou-me  um globo onde nem os pólos e meridianos faltavam.

Nikon D700, Nikkor 500 mm, F:4, VR.
Local: Estuário do Tejo.

10 comentários:

Paula Barros disse...

Que lindo! Foi muito boa a sua associação com um globo.
Eu não lembraria de um globo, e sim de uma renda.
beijo

Patricia disse...

Quedo hermosa la foto!
saludos,

Monique et Daniel disse...

Magique ce collier de perles de rosée!

Ana Bailune disse...

Ela traçou os limites do seu mundo.

✿ chica disse...

Beleza e sensibilidade por aqui! LINDO! abração,chica

lis disse...

Fascinante a engenharia_muito muito impressionante é a resistência desses fios_dizem que quando mais a aranha puxa o fio durante a fabricação mais resistente ele fica_ embaraçar nesses fios é que nunca gostaria rsrs
A foto está muito bonita .
Parabéns pelo bom encontro.

teca disse...

Incrível construção! Da aranha e sua também!

Beijo.

Maria de Sousa Pinto disse...

As malhas que uma aranha tece! As manhas que o mundo tece!... Metáfora de nossos tempos?!...
Sempre aquele olhar atento!

Lilá(s) disse...

Tem bom gosto essa aranha, soube bem escolher o local!
Bjs

Marina Linhares disse...

DESLUMBRANTE!!!