04/04/13

AÇUDE


Ribeira da Isna. Com intervalo de duas horas, a primeira (de cima) foi tirada ao por do sol.
A segunda já  estava muito escuro, daí o arrasto. Dois aspectos do mesmo motivo.

Nikon D700, Nikkor 70/200mm, F:2.8, VR + Tripé +  Filtros ND.
Local: Ribeira da Isna-  Malhadal.

8 comentários:

Ana Bailune disse...

Você é um poeta das imagens.

lis disse...

Oi Armindo,
Não dá pra definir qual a mais bonita _no arrasto da segunda foto deu maior volume, e ficou bem interessante!
Só não consigo ver de onde essa água está jorrando, se o segundo plano é um campo verde... percebo alguma vegetação entre a água _minha dificuldade deve ser pelo local onde estava a fotografar que dá a sensação do corte entre água e terra.( a represa, certamente),
Estou intrigada contemplando e fico imaginando a beleza dessa espuma toda, vista de perto!
deixo abraços

Monique et Daniel disse...

La vitesse est plus lente pour la (2), bonne leçon de photographie!
dans ce beau paysage de rivière!

✿ chica disse...

Lindo ver assim, em dois momentos...
Um ainda com luz ,outro no escuro. Legal! abração,sempre lindo aqui! vchica

abstracto disse...

E que belo açude, Magnifica imagem.

teca disse...

Como um véu sedento de vida... lindeza profunda...

Beijos.

Lilá(s) disse...

Visitei-a no verão passado, e por acaso lembrei-me de ti.
Bjs

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Vou passado as páginas, apreciando cada imagem, todas me encantam. Quanta perfeição, da natureza e do fotógrafo. Parei neste sangradouro de açude, que está deslumbrante.
Um beijo!