01/02/11

JANELA ABERTA

Phylloscopus collybita- Felosa-Comum

Nikon; Nikkor 500 mm, VR + Viatura.
Local: Estuário do Tejo.

6 comentários:

ĐΛNS disse...

O bom da fotografia, também, é a possibilidade de se construir através das imagens, o discurso. Ao poeta, a poesia. Ao leigo, as letras. Mesmo esses, ainda a esses, letras que escrevem sentimentos, porque a imagem sugere e incita. Não todas, algumas. Apenas algumas.

É o caso.

.

Paula Barros disse...

Hoje vi um passarinho passeando numa calçada, todo faceiro, e eu não estava com a máquina. Lembrei de quem? rsrs

Não sei o pássaro, comum talvez, mas era um pássaro.

Gostei do detalhe do arame, e o pássaro com uma cara de tô nem aí.

beijo

Nhat-Ha disse...

This looks beautiful!

Cris disse...

Que chiquitín tan tierno Armindo.
Un beso
Cristina

teca disse...

Ah... Armindo... voltei aqui para ver de novo essa façanha: que detalhe mais incrível! Inspiração é o que não lhe falta nessas lentes abençoadas... você é estupendo!

Sei lá o que falar mais das suas fotos... eu venho e vou... fico estonteada.

Muitos beijos, poeta.
Bom fim de semana.

Lis disse...

Delícia de olhar!
parabéns
singelo ,calmo, um doce...