30/05/14

A NATUREZA DAS COISAS


Oscilando entre o aspecto marcadamente definido, ou de formas mais abstractas, fotografar a natureza é um acto de amor, libertação e agradecimento.
Não se trata de um mero acto técnico onde a teoria é o elemento principal e definitivo.
Cada assunto, seja pequeno ou grande, importante ou insignificante é "visto" de forma diferente e interpretado conforme o estado de espírito, estação do ano, hora do dia e intensidade da luz.
Mais do que uma "cópia" ou técnica, eu gosto de fotografar emoções.

6 comentários:

Teca M. Jorge disse...

Delicadeza em natural... ufffffffffffffff... que beleza!

Beijo.

Paula Barros disse...

Pois, é, você disse tudo com o gosto de fotografar emoções.
E é o que sente quem observa suas fotografias - emoção.
abraço

Rafael Carvalho disse...

Poesia, com luz!
Cumprimentos.

margarida disse...

Like :-)

Ana Freire disse...

A verdadeira essência da arte, estará mesmo no amor que transpomos para aquilo que mais gostamos de fazer.
E em cada foto, que por aqui encontro, é isso mesmo que transparece... a essência.
Fotos absolutamente fabulosas, Armindo!
Um abraço e um óptimo fim de semana
Ana

As novas cores aqui do blog, estão óptimas, Armindo!

Isa disse...

Google traduction me traduit approximativement ces belles phrases. Mais je crois saisir le sens de cette pensée ou plutôt cette émotion qui m'est bien familière...