27/10/13

LOCAIS DE INFÂNCIA

Nas tuas águas enviei segredos em escrita ilegível, que nunca serão lidos nem entendidos...

Nikon D300 S, Nikkor 105mm, Micro.
Local, Ribeira da Isna- Malhadal.

6 comentários:

teca disse...

Não sei como funciona, mas esse efeito na água ficou mágico! Especialmente na primeira imagem, onde pude perceber um código traçado na onda.

Beijos e abraços com aroma a mar.

Ana Bailune disse...

Bom dia, Armindo. A imagem da água é pura paz.

Isa disse...

Oui, ces écritures ne sont jamais lues ... sauf si l'on s'arrête quelques instants regarder défiler les mots ou bien si l'on regarde tes photos, on lit les poèmes de la nature...

Helma disse...

Muito bem feito. Especialmente no primeiro e terceiro fotos que eu achar bonito. Que tipo de filtro que você tem essas fotos tiradas?

Dylan disse...

Este verão estive na praia fluvial de Aldeia Ruiva. Pude comprovar a beleza da ribeira da Isna.

lis disse...

Interessantes mesmo _ a última foto está totalmente cifrada_ a gente confunde se é pedra ou água.
Gosto desses olhares que a gente tira 'de letra' rs quando estamos nos 'locais de infância' e aflora as lembranças...
Muito bonitas Armindo