15/10/12

REFLEXOS / REFLEXÕES

 Reflexo de contorcido emaranhado de formas ao sabor da corrente.  Reconhecer a nossa verdadeira imagem,  ou adivinhar a  verticalidade distorcida  de troncos altivos.

Nikon, Nikkor 105 mm, VR.
Local: Ribeira da Isna- Malhadal- Proença-a-Nova.

3 comentários:

Lilá(s) disse...

Essa imagem vem de encontro ao meu estado de espirito!
Bjs

lis disse...

Oi Armindo
Enquanto o mundo se verticaliza na ilusão do poder usando a serra nas matas os sensíveis vêem beleza em troncos distorcidos.
Sutil diferença _bela foto.
abraço

teca disse...

Reflexões que se abrem em plenos reflexos de si mesmo esculpidos nas retinas e lentes...

Beijo carinhoso, poeta.