27/06/12

LAGARTIXA-DO-MATO-COMUM


Psammodromus algirus- Lagartixa-do-mato-comum

CARINHOSAMENTE SELVAGEM-  O amor que pensamos como privilégio humano, se revela na natureza através de demonstrações e atitudes que podemos observar desde  o mais pequeno insecto, ao maior e mais corpulento mamífero, arriscando mesmo a integrar no grupo, as árvores e flores.
  Aparentemente assustador, o acasalamento destas lagartixas, não passou de uma explosão amorosa e ternurenta, com toques e dentadinhas em locais escolhidos, alternando com abraços e outros mimos.
 O que inicialmente parecia uma luta, não foi mais que um clamoroso exteriorizar de amores.
 A natureza tem destas coisas!

Nikon D300 S, Nikkor 105 mm.
Local: Malhadal- Proença-a-Nova.

8 comentários:

:.tossan® disse...

É o cio da terra e da natureza! Fantástica sequencia fotográfica amigo Armindo. Abraço

✿ chica disse...

Mas que momento conseguiste clicar. LINDO!! abração,tudo de bom,chica

lis disse...

Andas a dar fragrante em momentos íntimos e explícitos da bicharada Armindo?
Mesmo amorosas assim olhei de relance, sou totalmente alérgica a lagartixas!
rsrs
numa saída pelo interior consegui fotografar um lagarto mas nao consigo postar rs( o dia que fizer vou oferecer ao Armindo, que gosta! rs
te mando abraços

Nanda disse...

Da familia dos repteis mas mais pequenas Eu acho-as muito engraçadas, e tem a sua beleza. Um casal amoroso:-) e aquelas dentadinhas!
Bjs

teca disse...

Além de lindas, de cores metálicas!!!, são sensualmente selvagens... assim como eu consegui enxergá-las através dos seus cliques.
Que coisa incrível a natureza...

Uma série de cinema, sim senhor.

Beijo com amor.

Lilá(s) disse...

Vou sair devagarinho, ligeiramente arrepiada...

André Pinheiro disse...

mas essa não é a lagartixa-ibérica(sardanisca) ?

Armindo C. Alves disse...

André, obrigado pelo comentário.
Para tirares dúvidas,consulta o Guia Fapas- Anfíbios e Répteis de Portugal.

Abraço.