16/01/09

QUEBRA-OSSOS

Gypaetus barbatus-

O Quebra-ossos, rapina gigantesca da família dos abutres,e em vias de extinção, beneficia em Espanha, de uma iníciativa, o PROJECTO LIFE, com vista à sua reintrodução na província de Andaluzia, levada a cargo pela "Fundação Gypaetus".
Localizada no Parque Natural das Serras de Cazorla, Segura y las Vilas, o Centro de Criação do Quebra-ossos tem óptimas instalações e alberga já vários espécimes, desde imaturos a adultos, que programadamente vão sendo libertados.
Um dos quatro libertados em 2008, o "Lezar" morreu com peritonite.
A Câmara Municipal (Ayuntamiento) de Castril, assumiu compromisso de lutar e proibir o uso de venenos e controlo de fertelizantes químicos e abriu inquérito para apurar da morte de dois Quebra-ossos em couto de caça.
Façamos votos que o exemplo chegue a Portugal e que o "Governo" e demais entidades ofíciais entendam e não se fiquem por promessas.....

(Fotografado em cativeiro: Andaluzia- Espanha. ) (Set./08)

7 comentários:

Jacinto Policarpo Fotografia disse...

Se todos nos funciona-se-mos assim, tudo a meu ver seria melhor... mas infelizmente nao é assim que as coisas "andam"..

Belo click e bom alerta que nos da a conhecer!
Abraço

Anónimo disse...

Armindo,
Muito bem, apoiado. O bom fotógrafo, deve estar ao serviço da fotografia, mas sobretudo da divulgação destas situações. Deve tomar consciência e alertar o outros.
Jaime Machado

Modesto Viegas disse...

Bonito retrato!
Parabéns também pelo texto!!!
Abraço

george disse...

Que precioso ejemplar, nunca habia visto uno igual conese colorido en el plumaje.
Un abrazo

Francisco Calado disse...

Muito bem, apoiado!

Qualquer dia solto os meus passaritos....................

Abraço

Francisco Calado

aoseualcance disse...

Os meus parabéns,
estas imagens são espectaculares.

Mesmo Fantásticas!

Tem mais um assiduo visitante.

Um abraço amigo
Paulo Carmelino

Nanda disse...

Magnifica ave! Eu tenho uma adoração por aves, aliás, já viste que eu sou uma amante da natureza, e para mim tudo é belo até ao mais dos insignificante insecto, pois todos para mim são extraordinários...todos fazem falta, todos têm o seu papel na natureza.
Bjs